Brazilian Journal of Pain
https://brjp.org.br/article/doi/10.5935/2595-0118.20210014
Brazilian Journal of Pain
Review Article

Use of Integrative and Complementary Health Practices by professionals in pregnant women with low back pain: integrative review

Uso das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde pelos profissionais em gestantes com dores lombares: revisão integrativa

Karina da Silva Fernandes; Patrícia Mônica Ribeiro; Murilo César do Nascimento; Fábio de Souza Terra

Downloads: 0
Views: 30

Abstract

BACKGROUND AND OBJECTIVES: Integrative and Complementary Health Practices are proposed as possibilities of intervention for women in minimizing the effects of pregnancy and changes associated with this period, especially low back pain. There is a need for health professionals to increase their technical-scientific knowledge in the control of low back pain in pregnant women, as well as to start viewing them as a model of care to be practiced. This study’s objective was to analyze the use of integrative and complementary practices by health professionals in pregnant women with low back pain in the national and international literature.

CONTENTS: Integrative review in which the search for articles was carried in the following databases: LILACS, BDENF, Scielo, Pubmed, Scopus and Web of Science. The descriptors Pregnant Women, Obstetrics, Low Back, Back Pain and Complementary Therapies were used in Portuguese, English and Spanish. Articles included should have been published from 2006 to 2019 and in the three languages mentioned. After reading the articles, twelve studies were included. With the analysis, two categories were listed: 1) Integrative and Complementary Health Practices used by professionals in pregnant women with back pain and 2) Professionals who use Integrative and Complementary Health Practices in pregnant women with back pain.

CONCLUSION: The use of Integrative and Complementary Health Practices by professionals can provide new opportunities, greater knowledge, better assistance to pregnant women, their satisfaction and well-being during pregnancy. Such benefits may represent an advance in health promotion, with the potential to improve care.

Keywords

Back pain, Complementary therapies, Obstetrics, Pregnant women

Resumo

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As Práticas Integrativas e Complementares em Saúde foram propostas como possibilidades de intervenção para as mulheres na minimização dos efeitos da gestação e das modificações associadas a este período, principalmente a dor lombar.Justifica-se pela necessidade de os profissionais da saúde adensar seu conhecimento técnico-científico acerca dessas práticas no controle da dor lombar em gestantes, bem como passarem a ver as mesmas como modelo de cuidado a ser praticado. O objetivo deste estudo foi analisar na literatura nacional e internacional o uso das práticas integrativas e complementares em saúde pelos profissionais em gestantes com dores lombares.

CONTEÚDO: Trata-se de uma revisão integrativa em que a busca de artigos foi realizada nas bases/bancos de dados: LILACS, BDENF, Scielo, Pubmed, Scopus e Web of Science. Utilizou-se os descritores Gestantes, Obstetrícia, Dor Lombar, Dor nas Costas e Terapias Complementares nos idiomas português, inglês e espanhol. Os critérios de seleção foram no período de 2006 a 2019 e nos três idiomas citados. Após a leitura dos artigos, foram incluídos 12 estudos e, com a análise, elencados em duas categorias: 1) Práticas Integrativas e Complementares em Saúde utilizadas pelos profissionais em gestantes com dores lombarese 2) Profissionais que utilizam as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde em gestantes com dores lombares.

CONCLUSÃO: A utilização das Práticas Integrativas e Complementares em Saúde pelos profissionais pode proporcionar novas oportunidades, maior conhecimento, melhor assistência às gestantes, satisfação e bem-estar durante a gestação. Tais benefícios podem representar um avanço na promoção em saúde, com potencial de melhoria da assistência.

Palavras-chave

Dor lombar, Dor nas costas, Gestantes, Obstetrícia

References

Costa AD, Lopes SS, Corralo VS, De Sá AC, Copatti SL, Bonorino LS. O uso da acupuntura antes, durante e após a gestação uma revisão integrativa. FisiSenectus. 2017;5(2):13-26.

Mendes DS, Moraes FS, Lima GO, Silva PR, Cunha TA, Crossetti MGO. Benefícios das práticas integrativas e complementares no cuidado de enfermagem. J Health NPEPS. 2019;4(1):302-18.

Leite AC. Práticas alternativas no período gestacional: implantação na atenção básica na cidade de porto de pedras/AL. Universidade Federal de Santa Catarina. 2014:1-13.

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein. 2010;8(1):102-6.

Fernandes DL. Representações sociais de adolescentes sobre o câncer de colo do útero. 2011.

Polit DF, Beck CT. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem: Avaliação de evidências para a prática da enfermagem. 2018.

Ferreira CHJ, Pitangui ACR, Nakano AMS. Tratamento da lombalgia na gestação. Fisioterapia Brasil. 2006;7(2):138-41.

Pitangui ACR, Ferreira CHJ. Avaliação fisioterapêutica e tratamento da lombalgia gestacional. Fisioter Mov. 2008;21(2):135-42.

Ekdahl L, Petersson K. Acupuncture treatment of pregnant women with low back and pelvic pain--an intervention study. Scand J Caring Sci. 2010;24(1):175-82.

Sadr S, Pourkiani-Allah-Abad N, Stuber KJ. The treatment experience of patients with low back pain during pregnancy and their chiropractors a qualitative study. Chir Man Ther. 2012;20(1):1-8.

Akmese ZB, Oran NT. Effects of progressive muscle relaxation exercises accompanied by music on low back pain and quality of life during pregnancy. J Midwifery Womens Health. 2014;59(5):503-9.

Hall H, Cramer H, Sundberg T, Ward L, Adams J, Moore C. The effectiveness of complementary manual therapies for pregnancy-related back and pelvic pain a systematic review with meta-analysis. Medicine. 2016;95(38):1-10.

Silva FCB, Brito RS, Carvalho JBL, Lopes TRG. Uso da acupressão para minimizar desconfortos na gestação. Rev Gaúcha Enferm. 2016;37(2).

Martins ESM, Castro RCMB, Rocha LMA, Pinheiro AKB. Acupuntura e gravidez medicina oriental como aliada no tratamento de dor lombar. Rev RENE. 2017;18(4):551-8.

Hughes CM, Liddle SD, Sinclair M, McCullough JEM. The use of complementary and alternative medicine (CAM) for pregnancy related low back and/ or pelvic girdle pain an online survey. Complement Ther Clin Pract. 2018;31(1):379-83.

Martins ES, Tavares TMCL, Lessa PRA, Aquino OS, Castro RCMB, Pinheiro AKB. Tratamento com acupuntura: avaliação multidimensional da dor lombar em gestantes. Rev Esc Enferm USP. 2018;52(1):1-9.

Holden SC, Manor B, Zhou J, Zera C, Davis RB, Yeh GY. Prenatal yoga for back pain, balance, and maternal wellness a randomized, controlled pilot study. Glob Adv Health Med. 2019;8(1):1-11.

Martins ES, Costa N, Holanda SM, Castro RCMB, Aquino PS, Pinheiro AKB. Enfermagem e a prática avançada da acupuntura para alívio da lombalgia gestacional. Acta Paul Enferm. 2019;32(5):477-84.

Fink NS, Urech C, Cavelti M, Alder J. Relaxation during pregnancy: what are the benefits for mother, fetus, and the newborn? a systematic review of the literature. J Perinat Neonat Nur. 2012;26(4):296-306.

Silva SCSB, Medina ET, Oliveira TB, Valverde SS. A aplicação da aromaterapia como método de alívio da dor em gestantes uma revisão integrativa. Vittalle - Rev Ciências da Saúde. 2019;31(1):61-73.

Cardoso BS, Amaral VCS. O uso da fitoterapia durante a gestação: um panorama global. Ciênc Saúde Coletiva. 2019;24(4):1-12.

Amorim AMR, Soares CBS, Cerqueira RS, Souza RFF, Souza SKS, Portugal WF. O uso da homeopatia por gestantes, lactantes e lactentes. J Surg Clin Res. 2019;27(1):154-8.

Silva ALDA, Azevedo JPF, Araujo RC, Mora AS, Nagashima AMS. Massagem podal em gestantes: relato de experiência. Práticas Integrativas e Complementares em Saúde. 2017;1(1):1-4.

Sebben V, Perussolo C, Guedes JM, Tourinho HF. Tratamento hidroterapêutico na dor lombar em gestantes. Rev Perspectiva. 2011;35(129):167-75.

Lavelle JM. Osteopathic manipulative treatment in pregnant women. J Am Osteopath Assoc. 2012;112(6):343-6.

Resolução COFEN Nº 581/2018. 2018.

Regulamenta o uso pelo Fisioterapeuta das Práticas Integrativas e Complementares de Saúde e dá outras providências. Brasília (DF). 2010.

Resolução CFM-1000/1980. 1980.

Resolução CFM-1455/1995. 1995.

Melo LSF. As práticas integrativas complementares no cuidado pré-natal de risco habitual: Uma revisão integrativa. 2017.

Azevedo C, Moura CC, Correa HP, Mata LRF, Chaves ECL, Chianca TCM. Práticas integrativas e complementares no âmbito da enfermagem: aspectos legais e panorama acadêmico-assistencial. Esc Anna Nery. 2019;23(2):1-9.


Submitted date:
08/27/2020

Accepted date:
01/21/2021

60871fefa9539528d74ee093 brjp Articles

BrJP

Share this page
Page Sections