Brazilian Journal of Pain
https://brjp.org.br/article/doi/10.5935/2595-0118.20230055-en
Brazilian Journal of Pain
Review Article

Cannabis: 12,000 years of experiences and prejudices

Cannabis: 12.000 anos de experiências e preconceitos

Pedro Antonio Pierro Neto; Luiz Marcelo Chiarotto Pierro; Sergio Tadeu Fernandes

Downloads: 0
Views: 161

Abstract

BACKGROUND AND OBJECTIVES: Cannabis Sativa has been part of human evolution and has been used by different populations for different purposes. By reviewing the history and main advances in cannabinoid medicine, the aim of this study was to identify the major discoveries in recent years, which have prompted the publication of articles.
CONTENTS: The following topics were searched: “history of cannabis”, “history of hashish”, “history of marijuana” and “main advances in endocannabinoid medicine”; in SCIELO, Pubmed, Google Scholar, Brazilian Digital Library of Theses and Dissertations (BDTD), Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS) and Medline (Capes platform) databases.
CONCLUSION: There has been an increase in the number of publications following major discoveries about the endocannabinoid system, including receptors and endocannabinoids, but prejudice and the difficulty of accessing this therapeutic tool prevent further development.

Keywords

Cannabis, Cannabinoids, History, Tetrahydrocannabinol, Therapeutic use

Resumo

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Cannabis Sativa acompanha a evolução humana e foi utilizada por diversas populações para diversos propósitos. Ao revisar a história e os principais avanços na medicina canabinoide, o objetivo deste estudo foi identificar as maiores descobertas nos últimos anos, que fomentaram a publicação de artigos. 
CONTEÚDO: Os seguintes tópicos foram foram pesquisados: “história da cannabis”, “história do haxixe”, “história da maconha” e “principais avanços na medicina endocanabinoide”; nos bancos de dados SCIELO, Pubmed, Google Scholar, Biblioteca Digital Brasileira de teses e dissertações (BDTD), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da saúde (LILACS) e Medline (plataforma Capes). 
CONCLUSÃO: Foi demonstrado o aumento no número de publicações após as grandes descobertas a respeito do sistema endocanabinoide, incluindo os receptores e os endocanabinoides, porém o preconceito e a dificuldade de acesso a essa ferramenta terapêutica impede um maior desenvolvimento.

Palavras-chave

Cannabis, Canabinoides, História, Tetraidrocanabinol, Usos terapêuticos

References

1 Ren G, Zhang X, Li Y, Ridout K, Serrano-Serrano ML, Yang Y, Liu A, Ravikanth G, Nawaz MA, Mumtaz AS, Salamin N, Fumagalli L. Large-scale whole-genome resequencing unravels the domestication history of Cannabis sativa. Sci Adv. 2021 Jul 16;7(29):eabg2286.

2 Zuardi AW. History of cannabis as a medicine: a review. Braz J Psychiatry. 2006;28(2):153-7.

3 Escohotado A. Historia general de las drogas. Espasa; 1999.

4 Almeida MZ. Plantas medicinais. Edufba; 2003.

5 Kalant H. Medicinal use of cannabis: history and current status. Pain Res Manag. 2001;6(2):80-91.

6 Madaleno IM. Plantas medicinais consumidas em Cochim, no século XVI e na atualidade. Bol Mus Para Emílio Goeldi Ciênc hum. 2015;10:109-42.

7 Stella J. O Atharvaveda. Revista de História. 1973;47:491.

8 Queiroga AHF. Uso de Cannabis de forma medicinal: conceitos e preconceitos na sociedade. 2022.

9 Martins CD. Universidade Federal do Ceará Faculdade de Direito Graduação.

10 Polosmak N. A mummy unearthed from the pastures of heaven. National Geographic [Internet]. 1994 [citado 19 de março de 2023]; Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/A-mummy-unearthed-from-the-pastures-of-heaven-Polosmak/ae80b360387c17c3584822e9bfc9736c61b97aec

11 Grosso AF. Cannabis: de planta condenada pelo preconceito a uma das grandes opções terapêuticas do século. J Human Growth Develop. 2020;30(1):94-7.

12 Mechoulam R, organizador. Cannabinoids as Therapeutic Agents [Internet]. 1o ed. Chapman and Hall/CRC; 2019 [citado 26 de junho de 2022]. Disponível em: https://www.taylorfrancis.com/books/9780429522796

13 Nahas GC. Cannabis: toxicological properties and epidemiological aspects. Med J Aust. 1986;145(2):82-7.

14 Smith RD. Avicenna and the Canon of Medicine: a millennial tribute. West J Med. 1980;133(4):367-70.

15 Pereira Dos Santos A, Freitas Rodrigues R, Rodrigues de Figueiredo E. Souza L, Amaral Toledo Coelho V, Santos Bigatello C. Importância do Canabidiol para o tratamento da epilepsia no Brasil. Rev Saúde dos Vales [Internet]. 2020 [citado 26 de junho de 2022];1(1). Disponível em: https://revistas.unipacto.com.br/storage/publicacoes/2020/450_importancia_do_canabidiol_para_o_tratamento_da_epilepsia_no_brasil.pdf

16 Du Toit BM. Cannabis in Africa: a survey of its distribution in Africa, and a study of cannabis use and users in multi-et[h]nic South Africa. Rotterdam: Published for the African Studies Center, University of Florida, Gainesville, Florida by A.A. Balkema; 1980. 512p.

17 Carlini EA. A história da maconha no Brasil. J Bras Psiquiatr. 2006;55:314-7.

18 O’Shaughnessy WB. On the Preparations of the Indian Hemp, or Gunjah. Prov Med J Retrosp Med Sci. 1843;5(123):363-9.

19 Pérez-Rincón H. A dramática vida de um psiquiatra escritor que abandonou a psiquiatria, mas que a psiquiatria não o abandonou. Rev Latin Am Psicopatol Fundam. 2013;16(2):208-17.

20 Gurian GF. Notas sobre o consumo de haxixe pelos literatos parisienses do Clube dos Haxixins. Temporalidades. 2016;8(2):285-305.

21 A Emergência da Política Mundial de Drogas: o Brasil e as Primeiras Conferências Internacionais Do Ópio. [Internet]. [citado 19 de março de 2023]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/285040014_A_EMERGENCIA_DA_POLITICA_MUNDIAL_DE_DROGAS_O_BRASIL_E_AS_PRIMEIRAS_CONFERENCIAS_INTERNACIONAIS_DO_OPIO

22 Perfeito N. Universidade Federal de Santa Catarina Centro ce Ciências Jurídicas Departamento de Direito. 2018;85.

23 Howlett AC, Breivogel CS, Childers SR, Deadwyler SA, Hampson RE, Porrino LJ. Cannabinoid physiology and pharmacology: 30 years of progress. Neuropharmacology. 2004;47(Suppl 1):345-58.

24 Honório KM, Arroio A, Silva ABF. Aspectos terapêuticos de compostos da planta Cannabis sativa. Quím Nova. 2006;29:318-25.

25 Schaller M. The Federal Prohibition of Marihuana. J Soc History. 1970;4(1):61-74.

26 Silveira J. II Guerra: momentos críticos. Mauad Editora Ltda; 1995. 268p.

27 Davis RM. Hemp for Victory: A Global Warming Solution. Lulu.com; 2009. 232p.

28 Fabrício PC. Os discursos contemporâneos da psiquiatria sobre a maconha no Brasil. Contemporary psychiatry discourses on marijuana in Brazil [Internet]. 2021 [citado 19 de março de 2023]; Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/49247.

29 Reis EM. A trajetória legal da cannabis na Espanha, no Uruguai nos Estados Unidos: uma análise da regulamentação da maconha à luz da corrente ecossocialista. 5 de março de 2018 [citado 3 de julho de 2022]; Disponível em: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/25413.

30 Pautasso D. China, Rússia e a Integração Asiática: o Sistema Sinocêntrico como Parte da Transição Sistêmica. Conjuntura Austral/UFRGS-Universidade Federal do Rio Grande do Sul [Internet]. 28 de abril de 2011 [citado 3 de julho de 2022];2(5). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/ConjunturaAustral/article/view/18688.

31 Gomes MC. A DEA e os países latino-americanos: análise da trajetória da agência entre os mandatos de Richard Nixon e Bill Clinton na América Latina à luz da Necropolítica. 2021;

32 Cohen M. Tudo sobre drogas: Maconha. Nova Cultural; 1988.

33 Muniz VM. Legalização da maconha: propriedades industriais da cannabis como um propulsor do desenvolvimento econômico nacional. 2019 [citado 19 de março de 2023]; Disponível em: http://app.uff.br/riuff/handle/1/13009.

34 Carlini EA, Cunha JM. Hypnotic and antiepileptic effects of cannabidiol. J Clin Pharmacol. 1981;21(S1):417S-427S.
 


Submitted date:
07/07/2022

Accepted date:
08/11/2023

6555300fa95395283103e602 brjp Articles

BrJP

Share this page
Page Sections